A A A A A

Sinais De Matemática: [Número 5]


Apocalipse 13:5-18
[5] E foi-lhe dada uma boca para proferir palavras eloquentes e blasfemas. Deram-lhe também o poder de agir durante quarenta e dois meses.[6] Então, abriu a boca para proferir blasfémias contra Deus, contra o seu nome, contra a sua morada e contra os que têm morada no céu.[7] Foi-lhe dado, ainda, o poder de fazer guerra contra os santos e de os vencer, assim como o poder sobre todas as tribos, povos, línguas e nações.[8] E adoraram-na todos os habitantes da terra, aqueles cujos nomes não estão escritos, desde o princípio do mundo, no livro da Vida do Cordeiro, que foi imolado.»[9] Quem tem ouvidos, ouça:[10] O que está destinado ao cativeiro, irá para o cativeiro; se alguém matar pela espada, pela espada morrerá. Aqui está a constância e a fé dos santos.[11] Vi ainda outra Besta que subia da terra; tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão.[12] Tinha todo o poder da primeira Besta e exercia-o na sua presença. Obrigava todo o mundo e os seus habitantes a adorar a primeira Besta – a que tinha sido curada da ferida mortal.[13] E realizava maravilhosos prodígios; até mesmo o de fazer descer fogo do céu, à vista dos homens.[14] Com o poder que tinha de realizar prodígios na presença da Besta, enganava os habitantes da terra, incitando-os a fabricar uma estátua da Besta que fora ferida pela espada, mas tinha sobrevivido.[15] Até lhe foi dado o poder de dar vida à estátua da Besta, a ponto de ela falar e dar a morte a quantos não adorassem a estátua da Besta.[16] E a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, marcou-os com um sinal na mão direita ou na fronte.[17] E assim, quem não tivesse o sinal, o nome da Besta ou o número do seu nome não podia comprar nem vender.[18] Aqui é preciso sabedoria: o que é inteligente decifre o número da Besta, que é um número de homem; o seu número é seiscentos e sessenta e seis.

Mateus 19:9
Ora Eu digo-vos: Se alguém se divorciar da sua mulher – excepto em caso de união ilegal – e casar com outra, comete adultério.»

Apocalipse 11:2-3
[2] Mas o pátio exterior do templo, deixa-o de lado; não o meças porque ele foi entregue aos pagãos, assim como a cidade santa, que eles calcarão aos pés durante quarenta e dois meses.[3] E enviarei as minhas duas testemunhas que hão-de profetizar, vestidas de luto, durante mil duzentos e sessenta dias.»

Mateus 5:32
Eu, porém, digo-vos: Aquele que se divorciar da sua mulher – excepto em caso de união ilegal – expõe-na a adultério, e quem casar com a divorciada comete adultério.»

2 Timóteo 3:16
De facto, toda a Escritura é inspirada por Deus e adequada para ensinar, refutar, corrigir e educar na justiça,

Apocalipse 4:6-8
[6] Diante do trono havia também uma espécie de mar de vidro, transparente como cristal. No meio do trono e à volta do trono havia ainda quatro seres viventes cobertos de olhos por diante e por detrás:[7] o primeiro vivente era semelhante a um leão; o segundo era semelhante a um touro; o terceiro tinha uma face semelhante à de um homem e o quarto era semelhante a uma águia em voo.[8] Os quatro seres viventes tinham cada um seis asas cobertas de olhos por fora e por dentro. E não cessavam de cantar, de dia e de noite: «Santo, santo, santo é o Senhor Todo-Poderoso, o que era, o que é e que há-de vir.»

Números 5:11-31
[11] O Senhor falou a Moisés:[12] «Fala aos filhos de Israel e diz-lhes: “A mulher que se desviar do marido e lhe for infiel,[13] tendo relações com outro, se o facto ficar oculto aos olhos do próprio marido, por ela se ter manchado em segredo e não haver quem deponha contra ela, então ela não se declarará.[14] Mas se passar por ele um espírito de ciúme, e ele tiver ciúmes da sua mulher e ela se tiver manchado, ou passar por ele um espírito de ciúme e ele tiver ciúmes da sua mulher e ela se não tiver manchado,[15] então o marido levará a sua mulher ao sacerdote, apresentando por ela a oferta, um décimo de efá de farinha de cevada, sem derramar azeite nem pôr incenso, porque é uma oblação de ciúme, uma oblação memorial a recordar uma iniquidade.[16] O sacerdote mandará aproximar a mulher e a fará estar de pé diante do Senhor.[17] Então, o sacerdote tirará água santa com um vaso de barro e deitará na água pó do chão do tabernáculo.[18] O sacerdote fará permanecer de pé a mulher diante do Senhor, há-de descobrir-lhe a cabeça e colocar-lhe nas mãos a oblação memorial, oblação de ciúme, enquanto nas mãos do sacerdote estarão as águas amargas da maldição.[19] O sacerdote a mandará prestar juramento e dirá à mulher: ‘Se nenhum homem teve relações contigo, se não te desviaste do teu marido, manchando-te, serás declarada inocente por estas águas amargas da maldição.[20] Mas se te desviaste do teu marido e te manchaste tendo relações com outro homem que não o teu marido’,[21] o sacerdote mandará a mulher prestar juramento, o juramento de imprecação, e o sacerdote dirá à mulher: ‘O Senhor realize em ti a maldição e o juramento no meio do teu povo; faça o Senhor murchar o teu sexo e secar o teu ventre.[22] Que estas águas amargas penetrem nas tuas entranhas para secar o teu ventre e murchar o teu sexo.’ Então a mulher responderá: ‘Ámen! Ámen!’[23] O sacerdote escreverá estas maldições no livro, deitá-las-á nas águas amargas[24] e fará com que a mulher beba as águas amargas da imprecação, a fim de penetrarem nela as águas amargas para amargura.[25] O sacerdote tomará das mãos da mulher a oblação de ciúme, elevará a oblação diante do Senhor e a apresentará no altar.[26] O sacerdote tomará um punhado desta oblação memorial, incensará o altar e, depois, dará a beber as águas à mulher.[27] Quando ela tiver bebido as águas, se estiver manchada e se se tiver desviado do seu marido, as águas da maldição penetrarão nela para amargura e secará o seu ventre e murchará o seu sexo; a mulher será maldita no meio do seu povo.[28] Mas, se a mulher não se tiver manchado e estiver pura, será declarada inocente e poderá ter descendência.[29] Esta é a lei dos ciúmes, quando a mulher se desviar do seu marido e se manchar,[30] ou quando um homem, levado pelo espírito de ciúme, tiver ciúme de sua mulher e apresentar a sua mulher diante do Senhor. Então o sacerdote cumprirá com ela toda esta lei.[31] O marido ficará isento de culpa e a mulher suportará a sua iniquidade”.»

1 Reis 7:23
Hiram fundiu também um mar de bronze, que media dez côvados de diâmetro e tinha forma circular; a sua altura era de cinco côvados; a sua circunferência media-se com fio de trinta côvados.

Deuteronômio 6:4
Escuta, Israel! O Senhor é nosso Deus; o Senhor é único!

Malaquias 3:10
Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponde-me à prova – diz o Senhor do universo – e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e não espalho em vosso favor a bênção em abundância.

Salmos 104:9
Puseste limites às águas, para não os ultrapassarem, e nunca mais voltarem a cobrir a terra.

Gênesis 6:12
Deus olhou para a Terra e viu que ela estava corrompida, pois toda a humanidade seguia, na Terra, os caminhos da corrupção.

Gênesis 7:20
as águas ultrapassaram quinze côvados por cima das montanhas.

Gênesis 8:5-9
[5] As águas foram diminuindo até ao décimo mês. No primeiro dia do décimo mês, emergiram os cumes das montanhas.[6] Decorridos quarenta dias, Noé abriu a janela que tinha feito na arca[7] e soltou o corvo, que saiu repetidas vezes, enquanto iam secando as águas sobre a terra.[8] Depois, soltou a pomba, a fim de verificar se as águas tinham diminuído à superfície da terra.[9] Mas, não tendo encontrado sítio para poisar, a pomba regressou à arca, para junto dele, pois as águas cobriam ainda a superfície da terra. Estendeu a mão, agarrou a pomba e meteu-a na arca.

Gênesis 9:11
Estabeleço convosco esta aliança: não mais criatura alguma será exterminada pelas águas do dilúvio e não haverá jamais outro dilúvio para destruir a Terra.»

Gênesis 1:31
Deus, vendo toda a sua obra, considerou-a muito boa. Assim, surgiu a tarde e, em seguida, a manhã: foi o sexto dia.

Gênesis 3:15
Farei reinar a inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta esmagar-te-á a cabeça e tu tentarás mordê-la no calcanhar.»

1 Coríntios 10:13
Não vos surpreendeu nenhuma tentação que tivesse ultrapassado a medida humana. Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados acima das vossas forças, mas, com a tentação, vos dará os meios de sair dela e a força para a suportar.

Êxodo 20:13
Não matarás.

Portuguese Bible (CAP) 1950
Public Domain: Capuchinhos