Novo Testamento
Bíblia em Português 1999
← 12

Atos 13

14 →
1

Havia alguns profetas e professores na igreja de Antioquia. Eles eram: Barnabé; Simeão, que tinha como sobrenome Níger; Lúcio, de Cirene; Manaém, que tinha crescido com o governador Herodes; e Saulo.

2

Enquanto eles estavam servindo ao Senhor e jejuando, o Espírito Santo lhes disse: —Separem para mim Barnabé e Saulo, a fim de que eles façam o trabalho para o qual Eu os chamei.

3

Então, depois de terem jejuado e orado, puseram as mãos sobre eles e os deixaram partir.

4

Portanto, tendo sido enviados pelo Espírito Santo, Barnabé e Saulo partiram para a Selêucia e de lá navegaram para Chipre.

5

Quando chegaram à cidade de Salamina, Barnabé e Saulo anunciaram a mensagem de Deus nas sinagogas dos judeus. (João estava com eles como ajudante.)

6

Eles percorreram toda a ilha até chegarem à cidade de Pafos, onde encontraram um judeu mágico, falso profeta, chamado Barjesus.

7

Ele estava a serviço de Sérgio Paulo, governador da ilha. Este era um homem muito inteligente, e mandou chamar a Barnabé e a Saulo, pois queria ouvir a mensagem de Deus.

8

O mágico Elimas, porém, estava contra Barnabé e Saulo e tentou desviar o governador da fé. (Elimas era o nome grego de Barjesus.)

9

Então Saulo, que também é conhecido como Paulo, cheio do Espírito Santo, olhou bem firme para Elimas e disse:

10

—Filho do Diabo! Você é inimigo de tudo o que é bom! Você está cheio de todo o tipo de malvadezas e malícias. Será que nunca vai parar de distorcer os retos caminhos do Senhor?

11

Agora o poder do Senhor está sobre você! Ficará cego e, por algum tempo, não verá o sol. Imediatamente um nevoeiro e uma escuridão caíram sobre ele e começou a dar voltas procurando alguém que o guiasse pela mão.

12

Quando viu o que tinha acontecido, o governador acreditou, admirado com o ensino do Senhor.

13

Paulo e os seus companheiros embarcaram em Pafos e partiram para a cidade de Perge, na região da Panfília. João, porém, deixou-os e voltou para Jerusalém.

14

Eles continuaram em sua jornada, partindo de Perge e indo para a cidade de Antioquia, na região da Pisídia. No sábado eles foram a uma sinagoga e se sentaram.

15

Depois de terem lido a lei de Moisés e os livros dos profetas, os líderes da sinagoga mandaram uma mensagem a Paulo e Barnabé, dizendo: —Irmãos, se vocês têm alguma palavra de encorajamento para o povo, falem.

16

Paulo, então, se levantou e, fazendo um sinal com a mão, disse: —Homens de Israel e todos vocês que temem a Deus, ouçam!

17

O Deus deste povo de Israel escolheu nossos antepassados e fez deles um grande povo enquanto estavam na terra do Egito. Com o seu grande poder Ele os tirou daquela terra e,

18

por quarenta anos, os suportou no deserto.

19

Ele destruiu sete nações na terra de Canaã e lhes deu essa terra como herança,

20

o que levou quatrocentos e cinqüenta anos. Depois disso, Ele lhes deu juízes até o tempo do profeta Samuel,

21

quando lhe pediram um rei. Deus, então, lhes deu Saul, o filho de Quis, da tribo de Benjamim, que reinou por quarenta anos.

22

Depois de Saul, Deus deu o trono a Davi, de quem testemunhou, dizendo: “Encontrei em Davi, o filho de Jessé, um homem que me agrada. Ele fará tudo que eu quero que faça”.

23

E Deus, dos descendentes de Davi, de acordo com a sua promessa, trouxe para Israel um Salvador, que é Jesus.

24

Antes da vinda de Jesus, João anunciou a todo o povo de Israel um batismo de arrependimento.

25

Mas quando João estava prestes a terminar a sua missão, disse: “Quem vocês pensam que eu sou? Eu não sou Ele! Mas, depois de mim virá aquele de quem eu não sou digno nem sequer de desamarrar as sandálias”.

26

—Irmãos, filhos da família de Abraão, e todos vocês que também temem a Deus! Esta mensagem de salvação foi enviada especialmente para nós.

27

Os judeus que viviam em Jerusalém e os seus líderes não reconheceram que Jesus era o Salvador e o condenaram. Dessa forma eles fizeram com que se cumprissem as palavras dos profetas que são lidas todos os sábados.

28

E, apesar de não terem encontrado nada que justificasse uma sentença de morte, pediram a Pilatos que o matasse.

29

Depois de terem cumprido todas estas coisas que estavam escritas a respeito dele, eles o tiraram da cruz e o colocaram num túmulo.

30

Deus, porém, O ressuscitou dos mortos

31

e, durante muitos dias, Jesus apareceu para aqueles que o tinham acompanhado desde a Galiléia até Jerusalém. Eles agora são testemunhas dele para o povo.

32

E nós anunciamos as Boas Novas sobre a promessa que Deus fez aos nossos antepassados.

33

E foi para nós, que somos os filhos desses antepassados, que Deus cumpriu a promessa que havia feito aos nossos pais. Pois assim como está escrito no segundo Salmo: “Você é o meu Filho e hoje eu me tornei seu Pai”.

34

—E Deus ressuscitou a Jesus dos mortos para que seu corpo nunca entrasse em decomposição, e disse: “Eu darei a vocês as bênçãos santas e certas que prometi a Davi”.

35

E Deus também diz em outro lugar: “E o Senhor não permitirá que o seu Santo vire pó”. —

36

Depois de cumprir os planos de Deus em sua geração, Davi morreu e foi enterrado com seus antepassados. Davi virou pó,

37

mas aquele a quem Deus ressuscitou não entrou em decomposição.

38

Por isso, irmãos, vocês precisam saber que, por meio de Jesus, é proclamado a vocês o perdão dos pecados. Dessa forma, todas as coisas das quais não podiam ser libertados pela lei de Moisés

39

vocês agora podem, pois todos os que acreditam são livres em Jesus.

40

Portanto, tomem cuidado para que não aconteça com vocês aquilo que os profetas disseram:

41

“Olhem, vocês que fazem pouco caso! Admirem-se e pereçam! Pois eu vou realizar nos dias de vocês um trabalho no qual nunca acreditarão, nem que alguém lhes diga!”

42

Quando Paulo e Barnabé estavam saindo, as pessoas pediram que eles voltassem no sábado seguinte para lhes falar mais a respeito daquelas coisas.

43

Depois da reunião, muitos judeus e pessoas convertidas ao judaismo seguiram a Paulo e a Barnabé, e ambos, ao falarem com as pessoas, os incentivavam a continuar na graça de Deus.

44

No sábado seguinte, quase que a cidade inteira se reuniu para ouvir a mensagem do Senhor.

45

Quando os judeus viram as multidões, ficaram cheios de inveja e começaram a falar coisas contra o que Paulo dizia e a insultá-lo.

46

Paulo e Barnabé, porém, falavam com mais coragem ainda: —Era preciso que a mensagem de Deus fosse dirigida a vocês em primeiro lugar. Mas, como vocês a rejeitam e não se consideram dignos da vida eterna, nós agora nos voltaremos para os que não são judeus.

47

Pois esta foi a ordem que Deus nos deu: “Eu fiz de você uma luz para as nações, a fim de que possa levar salvação ao mundo inteiro”.

48

Ao ouvirem isto, os que não eram judeus ficaram muito felizes e começaram a dar glórias à mensagem do Senhor. E aqueles que tinham sido escolhidos para a vida eterna creram

49

e a mensagem do Senhor se espalhou por toda aquela região.

50

Os judeus, então, instigaram as senhoras mais importantes que se dedicavam ao judaísmo e os homens de alta posição na cidade, e eles começaram a perseguir a Paulo e Barnabé, forçando-os a sair daquela região.

51

Eles sacudiram a poeira de seus pés como uma advertência contra eles e foram embora para Icônio.

52

Quanto aos discípulos, eles estavam cheios de alegria e do Espírito Santo.

Portuguese Bible 1999
Copyright © 1999 World Bible Translation Center