Antigo Testamento
Novo Testamento
Bíblia em Português (CAP)
← 48

Jeremias 49

50 →
1

Assim fala o Senhor contra os amonitas: «Porventura, Israel não tem filhos? Porventura, não tem herdeiro? Por que razão Milcom tomou conta de Gad, e instalou o seu povo nas suas cidades?

2

Por isso, dias virão – oráculo do Senhor em que farei ouvir gritos de guerra em Rabat, capital de Amon. Será reduzida a um montão de ruínas, as suas cidades serão entregues às chamas. Então, Israel herdará daqueles que foram seus herdeiros – diz o Senhor.

3

Lamenta-te Hesbon, pela destruição e ruína; gritai, filhas de Rabat, vesti-vos de luto e chorai; vagueai sobre as ruínas, porque Milcom é levado ao exílio juntamente com os seus sacerdotes e dignitários.

4

Porque te glorias da fertilidade dos teus vales, cidade rebelde? Confiada nos teus tesouros, dizias: ‘Quem virá contra mim?’

5

Farei que venha contra ti o terror por todos os lados oráculo do Senhor Deus do universo. Cada um fugirá para seu lado e ninguém recolherá os fugitivos.

6

Mas, depois disto, farei voltar os cativos dos filhos de Amon» – oráculo do Senhor.

7

Contra Edom, assim fala o Senhor do universo: «Já não há sabedoria em Teman? Será que se perdeu o conselho dos mestres? Desvaneceu-se a sua sabedoria?

8

Fugi, voltai as costas, ocultai-vos, habitantes de Dedan, porque vou trazer a ruína sobre Esaú, o tempo do seu castigo.

9

Se te invadirem vindimadores, não te deixarão um cacho. Se forem ladrões nocturnos, pilharão até se saciarem.

10

Mas, sou Eu quem põe a descoberto Esaú, revelo os seus esconderijos e não poderá ocultar-se. A sua raça está destruída; os seus irmãos e vizinhos já não existem.

11

Abandona os teus órfãos, que Eu cuidarei deles; as tuas viúvas podem confiar em mim!»

12

Porque isto diz o Senhor, «Aqueles que não mereciam beber deste cálice, tiveram de beber dele; e tu, ficarás impune? Não! Também beberás.

13

Juro-o pelo meu nome oráculo do Senhor. Bosra será objecto de espanto, vergonha, ruína e maldição. E todas as suas cidades serão ruínas para sempre.

14

Recebi uma notícia do Senhor, um arauto foi enviado às nações: ‘Juntai-vos e marchai contra ela! Preparai-vos para a guerra!’

15

Vê: Eu te fiz pequena entre as nações, desprezada pelos homens.

16

Enganou-te o terror que semeavas e a arrogância do teu coração; habitas nas rochas escarpadas, agarrada aos cimos das colinas. Ainda que pusesses o teu ninho tão alto como o da águia, de lá te precipitaria – oráculo do Senhor.

17

Edom será objecto de espanto, e os que passem junto dela, assobiando, escarnecerão da sua ruína.

18

É como a catástrofe de Sodoma e Gomorra, e das cidades vizinhas – diz o Senhor. Ninguém ali habitará, nenhum homem ali morará.

19

Como um leão, vem dos matagais do Jordão às pastagens perenes; assim, num instante, hei-de expulsá-los de lá e ali estabelecerei quem Eu escolher. Quem se pode igualar a mim? Quem me poderá pedir contas? Quem é o pastor que me poderá fazer frente?

20

Portanto, escutai o desígnio do Senhor sobre Edom, e os planos que tem em mente contra os habitantes de Teman. Até as ovelhas mais pequenas serão arrebatadas e as pastagens desaparecerão diante delas.

21

Ao estrondo da sua ruína estremece a terra e os seus clamores ouvir-se-ão no Mar dos Juncos.

22

Eis que subirá como a águia, voará e estenderá as suas asas sobre Bosra. Naquele dia, o coração dos guerreiros de Edom será como o de uma mulher com dores de parto.»

23

Contra Damasco: «Hamat e Arpad estão apavoradas, porque tiveram uma notícia funesta. Ansiosas, agitam-se como o mar; não podem acalmar-se.

24

Damasco perdeu a coragem, lançou-se a fugir. O terror paralisa-a, a angústia e as dores apoderam-se dela, como a mulher que dá à luz.

25

Como é que ficou deserta a cidade formosa, a colina das delícias?

26

Por isso, os seus jovens cairão nas ruas, e os seus guerreiros perecerão naquele dia oráculo do Senhor do universo.

27

Vou lançar o fogo às muralhas de Damasco, que devorará os palácios de Ben-Hadad.»

28

Contra Quedar e os reinos de Haçor, que destruiu Nabucodonosor, rei da Babilónia, assim fala o Senhor, «Levantai-vos! Marchai contra Quedar! Aniquilai as tribos do Oriente!

29

Apoderem-se das suas tendas e rebanhos! Apropriem-se dos seus tapetes, das suas bagagens, sejam-lhe retirados os seus camelos! Gritai contra eles: ‘Terror por todo o lado!’

30

Fugi a toda a pressa, escondei-vos nos esconderijos, habitantes de Haçor, – oráculo do Senhor; pois, Nabucodonosor, rei da Babilónia, forjou um plano contra vós e tem projectos para vos arruinar.

31

Levantai-vos! Marchai contra um povo pacífico que vive em sossego oráculo do Senhor. Não têm portas, nem ferrolhos e vivem isoladamente.

32

Os seus camelos serão uma presa e os seus muitos rebanhos estão a saque! Espalharei a todos os ventos estes homens de cabelos rapados, e de toda a parte lançarei sobre eles a desgraça oráculo do Senhor.

33

Haçor tornar-se-á guarida de chacais, uma solidão para sempre, onde ninguém mais habitará e nenhum ser humano ali terá morada.»

34

Palavra do Senhor, dirigida ao profeta Jeremias contra Elam, no princípio do reinado de Sedecias, rei de Judá:

35

Isto diz o Senhor do universo: «Vou destruir o arco de Elam e o melhor dos seus soldados.

36

Mandarei vir sobre Elam os quatro ventos, dos quatro cantos do céu. Dispersá-los-ei por todos estes ventos, e não haverá nação onde não cheguem os fugitivos de Elam.

37

Farei que Elam trema diante dos seus inimigos e daqueles que procuram tirar-lhes a vida. Farei vir sobre eles a desgraça, e o furor da minha cólera oráculo do Senhor; enviarei contra eles a espada, até que sejam exterminados.

38

Estabelecerei o meu trono em Elam, e dela exterminarei o rei e os chefes – oráculo do Senhor.

39

Porém, nos últimos dias, mudarei a sorte de Elam» – oráculo do Senhor.

Portuguese Bible (CAP)
Public Domain: Capuchinhos