Antigo Testamento
Novo Testamento
Bíblia em Português (CAP)
← 37

Gênesis 38

39 →
1

Naquele tempo, Judá apartou-se dos seus irmãos e encaminhou-se para junto de um dos habitantes de Adulam, chamado Hirá.

2

Judá viu ali a filha de um cananeu, de nome Chua: tomou-a por mulher e uniu-se com ela.

3

Ela concebeu e deu à luz um filho, que ele chamou Er.

4

Voltou a conceber e teve um filho que chamou Onan.

5

Concebeu de novo e deu à luz um filho que chamou Chelá. Judá estava em Quesib, quando ela deu à luz Chelá.

6

Judá escolheu para Er, seu primogénito, uma mulher chamada Tamar.

7

Er, primogénito de Judá, desagradou ao Senhor e Ele feriu-o de morte.

8

Então Judá disse a Onan: «Casa com a mulher do teu irmão, pois é essa a tua obrigação como cunhado, para dares descendência ao teu irmão.»

9

Mas Onan compreendeu que essa descendência não seria a sua e, quando se aproximava da mulher de seu irmão, derramava no chão o sémen, a fim de não dar descendência a seu irmão.

10

A sua conduta desagradou ao Senhor, que também lhe deu a morte.

11

E Judá disse a Tamar, sua nora: «Conserva-te viúva na casa de teu pai, até que meu filho Chelá cresça.» Judá, porém, temia que ele também morresse como os irmãos. E Tamar foi morar para casa de seu pai.

12

Muito tempo depois, morreu a filha de Chua, mulher de Judá. Passado o luto, foi Judá a Timna com o seu amigo Hirá, de Adulam, a fim de vigiar a tosquia das ovelhas.

13

Informaram disso Tamar, nestes termos: «Teu sogro sobe neste momento para Timna, para a tosquia das ovelhas.»

14

Então ela tirou as vestes de viúva, cobriu-se com um véu e sentou-se à entrada de Enaim, no caminho de Timna, porque via que Chelá já tinha crescido e ela não lhe fora dada por mulher.

15

Ao vê-la, Judá tomou-a por uma prostituta, porque tinha a cara coberta com um véu.

16

Aproximou-se dela e disse-lhe: «Deixa-me ir contigo.» Pois ignorava que ela fosse a sua nora. Ela respondeu: «O que me darás para vires comigo?»

17

Judá respondeu: «Mandar-te-ei um cabrito do meu rebanho.» Tamar replicou: «Está bem, se me deres um penhor, enquanto espero que envies o cabrito.»

18

Judá perguntou-lhe: «Que penhor te hei-de dar?» Ao que ela respondeu: «O teu selo, o teu cordão e o bastão que tens na mão.» Judá deu-lhos, uniu-se a ela, e Tamar concebeu um filho.

19

Depois, levantando-se, partiu e tirou o véu da cabeça, voltando a vestir as roupas de viúva.

20

Judá enviou o cabrito por intermédio do seu amigo Hirá de Adulam, a fim de retirar o penhor das mãos daquela mulher; mas ele não a encontrou.

21

Interrogou os habitantes daquela terra, dizendo: «Onde está a prostituta, que aparece em Enaim, à beira do caminho?» Responderam-lhe: «Nunca houve aqui nenhuma prostituta.»

22

Voltou então para junto de Judá e disse-lhe: «Não a encontrei e, além disso, os habitantes daquela terra disseram que ali nunca houve prostituta alguma.»

23

Judá disse: «Que ela fique com o que tem, para que não tenhamos de nos envergonhar: eu que lhe enviei o cabrito, e tu que não a pudeste encontrar.»

24

Cerca de três meses depois, disseram a Judá: «Tamar, a tua nora, prevaricou e até ficou grávida com a sua prostituição. Judá respondeu: «Levai-a, e que seja queimada.»

25

Quando a levavam, ela mandou dizer ao sogro: «Na verdade, estou grávida do homem a quem estas coisas pertencem.» E continuou: «Verifica, peço-te, a quem pertence este selo, este cordão e este bastão.»

26

Judá reconheceu-os e disse: «Ela é mais justa do que eu, pois é verdade que não lhe dei o meu filho Chelá.» Contudo, a partir de então, não voltou a conhecê-la.

27

E quando chegou a ocasião de dar à luz, Tamar trazia dois gémeos no seio.

28

Durante o parto, um deles estendeu a mão e a parteira pegou nela, atando-lhe um fio escarlate, para indicar que era o primogénito.

29

Mas ele retirou a mão e nasceu seu irmão. Então a parteira disse: «Que passagem abriste para ti!» E chamaram-lhe Peres.

30

Em seguida, nasceu o irmão; numa das mãos trazia o fio escarlate, e chamaram-lhe Zera.

Portuguese Bible (CAP)
Public Domain: Capuchinhos