Antigo Testamento
Novo Testamento
Bíblia em Português (CAP)
← 26

Gênesis 27

28 →
1

Isaac estava velho e os seus olhos enfraqueceram-se tanto que já não via. Chamou Esaú, seu primogénito, e disse-lhe: «Meu filho!» Ele respondeu: «Aqui estou.»

2

Isaac disse: «Como vês, estou velho e desconheço qual será o dia da minha morte.

3

Peço-te que tomes as tuas armas, a aljava e o arco, vás para o campo e, quando tiveres caçado alguma coisa,

4

faz-me um guisado suculento como eu gosto e traz-mo para eu comer, a fim de te abençoar antes de morrer.»

5

Ora, Rebeca estava à escuta e ouviu o que Isaac dizia a Esaú, seu filho. E Esaú foi para o campo caçar alguma coisa, para depois trazer ao pai.

6

Rebeca disse a Jacob, seu filho: «Acabo de ouvir teu pai a dizer ao teu irmão Esaú o seguinte:

7

‘Vai caçar alguma coisa para mim e faz-me um guisado suculento, para eu comer. Depois, quero abençoar-te diante do Senhor, antes de morrer.’

8

Agora, meu filho, escuta bem o que te vou dizer:

9

Vai buscar ao rebanho dois cabritos gordos e traz-mos. Eu farei com eles um prato suculento para o teu pai, como ele gosta.

10

Levá-lo-ás para o teu pai comer e, assim, te abençoar antes de morrer.»

11

Jacob respondeu à sua mãe Rebeca: «Mas Esaú, meu irmão, é um homem peludo, e eu não tenho pêlo algum.

12

Se acontecer que meu pai me toque, passarei a seus olhos por mentiroso e atrairei sobre mim uma maldição em vez de uma bênção.»

13

A mãe replicou: «Que essa maldição recaia sobre mim, meu filho. Ouve o que te digo; e vai buscar o que te disse.»

14

Jacob foi e trouxe os dois cabritos à sua mãe, que fez um prato suculento, como o pai gostava.

15

E Rebeca escolheu as mais belas roupas de Esaú, seu filho mais velho, as mais belas que tinha em casa, e vestiu-as a Jacob, seu filho mais novo.

16

Depois, cobriu-lhe as mãos e o pescoço, que não tinham pêlos, com a pele dos cabritos,

17

e colocou nas mãos de Jacob, seu filho, o guisado suculento e o pão, que ela preparara.

18

Jacob foi ter com o pai e disse-lhe: «Meu pai!» Isaac respondeu: «Estou aqui.» «Mas quem és tu, meu filho?»

19

Jacob respondeu a seu pai: «Sou Esaú, teu primogénito; fiz o que me pediste. Peço-te, pois, que te levantes, que te sentes e comas da minha caça, a fim de me abençoares.»

20

Isaac disse: «Como pudeste encontrar caça tão depressa, meu filho?» E Jacob respondeu: «Porque o Senhor, teu Deus, trouxe-a para diante de mim.»

21

Isaac disse a Jacob: «Anda, aproxima-te para eu te tocar, meu filho, e ver se és realmente o meu filho Esaú ou não.»

22

Jacob aproximou-se de Isaac, seu pai, que o tocou e disse: «A voz é a voz de Jacob, mas as mãos são as de Esaú.»

23

Ele não o reconheceu por estarem as suas mãos peludas como as do seu irmão Esaú. Dispôs-se a abençoá-lo,

24

mas ainda voltou a perguntar-lhe: «És, na verdade, o meu filho Esaú?» Jacob respondeu: «Sim.»

25

Isaac disse: «Serve-me a tua caça, para que eu coma e te abençoe.» Jacob serviu-o e ele comeu; levou-lhe também vinho e ele bebeu.

26

Então, Isaac, seu pai, disse-lhe: «Aproxima-te, meu filho, e dá-me um beijo.»

27

Jacob aproximou-se e beijou-o. E, ao sentir a fragrância das suas roupas, Isaac abençoou-o, dizendo: «Sim! O odor do meu filho é como odor de um campo abençoado pelo Senhor.

28

Que Deus te conceda o orvalho do céu e a fertilidade da terra, trigo e mosto em abundância!

29

Que os povos te sirvam e as nações se prostrem na tua presença! Sê o senhor dos teus irmãos; diante de ti se curvem os filhos da tua mãe! Maldito seja quem te amaldiçoar, e bendito seja quem te abençoar.»

30

Mal Isaac acabara de abençoar Jacob, e Jacob se tinha retirado da presença do pai, Esaú regressou da caça.

31

Preparou também um guisado suculento e levou-o ao pai, dizendo-lhe: «Levanta-te, meu pai, e come a caça do teu filho, para me abençoares.»

32

Isaac, seu pai, perguntou-lhe: «Quem és tu?» Ele respondeu: «Sou Esaú, teu filho primogénito.»

33

Isaac, dominado por fortíssima emoção, disse: «Quem foi, então, que me trouxe a caça que eu comi antes de chegares? Abençoei-o e, portanto, ficará abençoado.»

34

Ao ouvir tais palavras do pai, Esaú começou a gritar e a chorar amargamente e disse-lhe: «Abençoa-me também a mim, meu pai!» Isaac disse:

35

«O teu irmão veio astuciosamente e recebeu a tua bênção.»

36

Esaú disse-lhe: «É por se chamar Jacob que já me venceu duas vezes? Apoderou-se do meu direito de primogenitura e agora apodera-se da minha bênção!» E acrescentou: «Não tens nenhuma bênção para mim?»

37

Isaac respondeu-lhe: «Fiz dele o teu senhor, dei-lhe todos os seus irmãos como servos e entreguei-lhe o trigo e o mosto. Que posso eu fazer agora por ti, meu filho?»

38

Esaú disse ao pai: «Tens apenas uma bênção, meu pai? Abençoa-me também, meu pai.» E começou a chorar.

39

Isaac, respondeu-lhe: «A tua casa será privada da fertilidade da terra e do orvalho que desce dos céus.

40

Viverás da tua espada e servirás o teu irmão, mas, nas tuas andanças de vagabundo, afastarás o seu jugo do teu pescoço.»

41

Esaú concebeu profunda aversão a Jacob, mercê da bênção que o pai lhe dera, e disse no seu coração: «Estão próximos os dias de luto por meu pai, e então matarei meu irmão Jacob.»

42

Rebeca foi informada das palavras de Esaú, seu filho mais velho. Ela mandou chamar Jacob, seu filho mais novo, e disse-lhe: «O teu irmão Esaú quer vingar-se de ti, matando-te.

43

Escuta-me, pois, meu filho, e foge depressa para junto de Labão, meu irmão, em Haran.

44

Fica em casa dele durante algum tempo, o suficiente para acalmar o furor do teu irmão,

45

até que a cólera do teu irmão se afaste para longe de ti. Quando ele estiver apaziguado e se tiver esquecido do que lhe fizeste, mandar-te-ei buscar. Porque haveria eu de ser privada dos meus dois filhos, num único dia?»

46

Rebeca disse a Isaac: «Estou desgostosa da vida por causa das filhas dos hititas. Se Jacob casar com uma mulher como aquelas, entre as filhas dos hititas, de que me serve viver?»

Portuguese Bible (CAP)
Public Domain: Capuchinhos