Salmos 72

1

Salmo de Salomão Concede ao rei, ó Deus, os teus juízos e a tua justiça, ao filho do rei.

2

Julgue ele com justiça o teu povo e os teus aflitos, com eqüidade.

3

Os montes trarão paz ao povo, também as colinas a trarão, com justiça.

4

Julgue ele os aflitos do povo, salve os filhos dos necessitados e esmague ao opressor.

5

Ele permanecerá enquanto existir o sol e enquanto durar a lua, através das gerações.

6

Seja ele como chuva que desce sobre a campina ceifada, como aguaceiros que regam a terra.

7

Floresça em seus dias o justo, e haja abundância de paz até que cesse de haver lua.

8

Domine ele de mar a mar e desde o rio até aos confins da terra.

9

Curvem-se diante dele os habitantes do deserto, e os seus inimigos lambam o pó.

10

Paguem-lhe tributos os reis de Társis e das ilhas; os reis de Sabá e de Sebá lhe ofereçam presentes.

11

E todos os reis se prostrem perante ele; todas as nações o sirvam.

12

Porque ele acode ao necessitado que clama e também ao aflito e ao desvalido.

13

Ele tem piedade do fraco e do necessitado e salva a alma aos indigentes.

14

Redime a sua alma da opressão e da violência, e precioso lhe é o sangue deles.

15

Viverá, e se lhe dará do ouro de Sabá; e continuamente se fará por ele oração, e o bendirão todos os dias.

16

Haja na terra abundância de cereais, que ondulem até aos cimos dos montes; seja a sua messe como o Líbano, e das cidades floresçam os habitantes como a erva da terra.

17

Subsista para sempre o seu nome e prospere enquanto resplandecer o sol; nele sejam abençoados todos os homens, e as nações lhe chamem bem-aventurado.

18

Bendito seja o SENHOR Deus, o Deus de Israel, que só ele opera prodígios.

19

Bendito para sempre o seu glorioso nome, e da sua glória se encha toda a terra. Amém e amém!

20

Findam as orações de Davi, filho de Jessé.