Bíblia em um ano
Maio 26


1 Samuel 4:1-21
1. A palavra de Samuel foi dirigida a todo o Israel. Israel saiu ao encontro dos filisteus para lhes dar combate. Acamparam junto de Ében-Ézer e os filisteus acamparam em Afec.
2. Os filisteus puseram-se em linha de combate frente a Israel, e começou a batalha. Israel foi vencido pelos filisteus, que mataram em combate cerca de quatro mil homens.
3. O povo voltou ao acampamento e os anciãos de Israel disseram: «Porque é que o Senhor nos derrotou hoje diante dos filisteus? Vamos a Silo e tomemos a Arca da aliança do Senhor, para que Ele esteja no meio de nós e nos livre da mão dos nossos inimigos.»
4. O povo mandou, pois, buscar a Silo a Arca da aliança do Senhor do universo, que se senta sobre querubins. Os dois filhos de Eli, Ofni e Fineias, acompanhavam a arca.
5. Quando a Arca da aliança do Senhor chegou ao acampamento, todo o Israel lançou um grande clamor, que fez a terra tremer.
6. Os filisteus, ouvindo-o, disseram: «Que significa este grande clamor no acampamento dos hebreus?» Souberam que a Arca do Senhor tinha chegado ao acampamento.
7. Tiveram medo e disseram: «O Deus deles chegou ao acampamento. Ai de nós! Até agora nunca se ouviu coisa semelhante.
8. Ai de nós! Quem nos salvará da mão desse Deus excelso? É aquele Deus que feriu os egípcios com toda a espécie de pragas no deserto.
9. Coragem, ó filisteus! Portai-vos varonilmente, não suceda que sejais escravos dos hebreus como eles o são de vós. Esforçai-vos e combatei.»
10. Começaram a luta; Israel foi derrotado e todos fugiram para as suas casas. O massacre foi tão grande que ficaram mortos trinta mil homens de Israel.
11. A Arca de Deus foi tomada, e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, pereceram.
12. Um homem da tribo de Benjamim escapou da batalha e fugiu nesse mesmo dia para Silo, com a roupa rasgada e a cabeça coberta de pó.
13. Chegou quando Eli estava instalado no seu assento, à beira do caminho, com o coração em contínuo sobressalto pela Arca de Deus. Entrando na cidade, o homem espalhou a notícia por toda a parte, e toda a gente se lançou em grandes lamentações.
14. Eli, ouvindo-o, perguntou: «Que lamentos são esses?» Nesse momento, o homem chegou junto de Eli e deu-lhe a notícia.
15. Eli tinha noventa e oito anos; os seus olhos estavam cegos, de modo que não podia ver.
16. O homem disse-lhe: «Venho do campo de batalha, de onde escapei hoje mesmo.» Eli disse-lhe: «Que aconteceu, meu filho?»
17. Respondeu o mensageiro: «Israel fugiu diante dos filisteus e o exército foi duramente dizimado. Teus dois filhos, Hofni e Fineias, morreram, e a Arca de Deus caiu nas mãos do inimigo.»
18. Quando o homem mencionou a Arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, junto à porta, fracturou o crânio e morreu, pois era um homem velho e pesado. Tinha sido juiz em Israel durante quarenta anos.
19. Sua nora, mulher de Fineias, estava grávida e prestes a dar à luz. Ao ouvir a notícia de que a Arca de Deus fora capturada e de que o sogro e o marido tinham morrido, foi subitamente acometida pelas dores de parto e deu à luz.
20. E, estando a morrer, as mulheres que a cercavam disseram-lhe: «Anima-te, porque nasceu um menino.» Mas ela não respondeu nem prestou atenção.
21. Chamou ao menino Icabod, dizendo: «Acabou-se a glória de Israel.» Aludia, com isto, à captura da Arca de Deus, ao seu sogro e ao seu marido.

1 Samuel 5:1-12
1. Os filisteus apoderaram-se, pois, da Arca de Deus e levaram-na de Ében-Ézer para Asdod.
2. Tomaram a Arca de Deus, levaram-na para o templo de Dagon e colocaram-na junto do ídolo.
3. No dia seguinte, levantando-se de manhã cedo, os habitantes de Asdod viram a estátua de Dagon caída por terra, diante da Arca do Senhor. Levantaram Dagon e repuseram-no no seu lugar.
4. No outro dia, levantando-se também de manhã cedo, encontraram Dagon caído de rosto por terra, diante da Arca do Senhor. A cabeça do ídolo e as mãos estavam cortadas, sobre o limiar da porta. Só o tronco de Dagon tinha ficado no seu lugar.
5. Por isso é que os sacerdotes de Dagon e todos os que entram no seu templo, em Asdod, evitam ainda hoje colocar o pé sobre o limiar da porta.
6. Depois disto, a mão do Senhor pesou sobre os habitantes de Asdod, enchendo-os de terror, ferindo-os com tumores pestíferos em Asdod e seu território.
7. Vendo isto, os habitantes de Asdod exclamaram: «A Arca do Deus de Israel não ficará connosco, porque a sua mão pesa sobre nós e sobre Dagon, nosso deus.»
8. Convocaram, pois, todos os príncipes dos filisteus e perguntaram-lhes: «Que faremos nós da Arca do Deus de Israel?» Eles responderam: «Que a Arca do Deus de Israel seja transportada para Gat.» E a Arca do Deus de Israel foi levada para lá.
9. Mas, uma vez transportada para lá, a mão do Senhor pesou sobre a cidade, produzindo grande terror e ferindo os habitantes da cidade, dos mais novos aos mais velhos, com o aparecimento de tumores.
10. Mandaram então a Arca de Deus para Ecron mas, quando ela ali chegou, os ecronitas clamaram, dizendo: «Trouxeram-nos a Arca do Deus de Israel para nos matar, a nós e ao nosso povo!»
11. Convocaram todos os príncipes dos filisteus e disseram-lhes: «Devolvei a Arca do Deus de Israel; que ela volte para o seu lugar, a fim de não perecermos, nós e todo o nosso povo.» Reinava na cidade o terror da morte, e a mão do Senhor fazia-se sentir rudemente,
12. porque até os que não morriam eram feridos de tumores, e da cidade subia até ao céu um clamor de angústia.

Salmos 54:1-7
1. Ao director do coro. Com instrumentos de cordas. Poema de David.
2. Quando alguns habitantes de Zif foram anunciar a Saul: «David encontra-se escondido entre nós.»*
3. Ó meu Deus, salva-me, pelo teu nome; pelo teu poder, faz-me justiça!
4. Ouve, ó Deus, a minha oração, presta atenção às palavras da minha boca!
5. Os soberbos levantam-se contra mim e os tiranos procuram tirar-me a vida, sem fazerem nenhum caso de Deus.
6. Mas Deus é o meu auxílio, o Senhor é quem conserva a minha vida.
7. Faz com que o mal recaia sobre os meus perseguidores; extermina-os, pela tua fidelidade.

Provérbios 15:12-13
12. O insolente não gosta de quem o repreende, nem vai para junto dos sábios.
13. O coração alegre torna feliz o semblante; a tristeza do coração abate o espírito.

Lucas 21:1-19
1. Levantando os olhos, Jesus viu os ricos deitarem no cofre do tesouro as suas ofertas.
2. Viu também uma viúva pobre deitar lá duas moedinhas
3. e disse: «Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou mais do que todos os outros;
4. pois eles deitaram no tesouro do que lhes sobejava, enquanto ela, da sua indigência, deitou tudo o que tinha para viver.»
5. Como alguns falassem do templo, dizendo que estava adornado de belas pedras e de ofertas votivas, respondeu:
6. «Virá o dia em que, de tudo isto que estais a contemplar, não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído.»
7. Perguntaram-lhe, então: «Mestre, quando sucederá isso? E qual será o sinal de que estas coisas estão para acontecer?»
8. Ele respondeu: «Tende cuidado em não vos deixardes enganar, pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu’; e ainda: ‘O tempo está próximo.’ Não os sigais.
9. Quando ouvirdes falar de guerras e revoltas, não vos alarmeis; é necessário que estas coisas sucedam primeiro, mas não será logo o fim.»
10. Disse-lhes depois: «Há-de erguer-se povo contra povo e reino contra reino.
11. Haverá grandes terramotos e, em vários lugares, fomes e epidemias; haverá fenómenos apavorantes e grandes sinais no céu.»
12. «Mas, antes de tudo, vão deitar-vos as mãos e perseguir-vos, entregando-vos às sinagogas e metendo-vos nas prisões; hão-de conduzir-vos perante reis e governadores, por causa do meu nome.
13. Assim, tereis ocasião de dar testemunho.
14. Gravai, pois, no vosso coração, que não vos deveis preocupar com a vossa defesa,
15. porque Eu próprio vos darei palavras de sabedoria, a que não poderão resistir ou contradizer os vossos adversários.
16. Sereis entregues até pelos pais, irmãos, parentes e amigos. Hão-de causar a morte a alguns de vós
17. e sereis odiados por todos, por causa do meu nome.
18. Mas não se perderá um só cabelo da vossa cabeça.
19. Pela vossa constância é que sereis salvos.»