Bíblia em um ano


Outubro 21


Isaías 53:1-12
1. Quem acreditou no nosso anúncio? A quem foi revelado o braço do Senhor?*
2. O servo cresceu diante do Senhor como um rebento, como raiz em terra árida, sem figura nem beleza. Vimo-lo sem aspecto atraente,*
3. desprezado e abandonado pelos homens, como alguém cheio de dores, habituado ao sofrimento, diante do qual se tapa o rosto, menosprezado e desconsiderado.*
4. Na verdade, ele tomou sobre si as nossas doenças, carregou as nossas dores. Nós o reputávamos como um leproso, ferido por Deus e humilhado.*
5. Mas foi ferido por causa dos nossos crimes, esmagado por causa das nossas iniquidades. O castigo que nos salva caiu sobre ele, fomos curados pelas suas chagas.*
6. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas perdidas, cada um seguindo o seu caminho. Mas o Senhor carregou sobre ele todos os nossos crimes.*
7. Foi maltratado, mas humilhou-se e não abriu a boca, como um cordeiro que é levado ao matadouro, ou como uma ovelha emudecida nas mãos do tosquiador.*
8. Sem defesa, nem justiça, levaram-no à força. Quem é que se preocupou com o seu destino? Foi suprimido da terra dos vivos, mas por causa dos pecados do meu povo é que foi ferido.*
9. Foi-lhe dada sepultura entre os ímpios, e uma tumba entre os malfeitores, embora não tenha cometido crime algum, nem praticado qualquer fraude.*
10. Mas aprouve ao Senhor esmagá-lo com sofrimento, para que a sua vida fosse um sacrifício de reparação. Terá uma posteridade duradoura e viverá longos dias, e o desígnio do Senhor realizar-se-á por meio dele.*
11. Por causa dos trabalhos da sua vida verá a luz. O meu servo ficará satisfeito com a experiência que teve. Ele, o justo, justificará a muitos, porque carregou com o crime deles.*
12. Por isso, ser-lhe-á dada uma multidão como herança, há-de receber muita gente como despojos, porque ele próprio entregou a sua vida à morte e foi contado entre os pecadores, tomando sobre si os pecados de muitos, e sofreu pelos culpados.*

Isaías 54:1-17
1. Exulta de alegria, estéril, tu que não tinhas filhos, entoa cânticos de júbilo, tu que não davas à luz, porque os filhos da desamparada são mais numerosos do que os da mulher casada. É o Senhor quem o diz.
2. Alarga o espaço da tua tenda, estende sem medo as lonas que te abrigam, e estica as tuas cordas, fixa bem as tuas estacas,
3. porque vais aumentar por todos os lados. Os teus descendentes possuirão as nações, e povoarão cidades desertas.
4. Não tenhas medo, porque não voltarás a ser humilhada. Não te envergonhes, porque não voltarás a ser desonrada. Esquecer-te-ás da vergonha do teu estado de solteira, e não te lembrarás da desonra da tua viuvez.
5. Com efeito, o teu criador é que é o teu esposo, o seu nome é Senhor do universo. O teu redentor é o Santo de Israel, chama-se Deus de toda a terra.
6. O Senhor chamou-te novamente como a uma mulher abandonada e angustiada. Na verdade, como se pode repudiar a esposa da juventude? É o teu Deus quem o diz.
7. Por um curto momento Eu te abandonei, mas, com grande amor, volto a unir-me a ti.
8. Num acesso de ira, e por um instante, escondi de ti a minha face, mas Eu tenho por ti um amor eterno. É o Senhor teu redentor quem o diz.
9. Vou agir como no tempo de Noé: jurei que nunca mais o dilúvio se abateria sobre a terra. Do mesmo modo, juro nunca mais me irritar contra ti, nem te ameaçar.
10. Ainda que os montes sejam abalados e tremam as colinas, o meu amor por ti nunca mais será abalado, e a minha aliança de paz nunca mais vacilará. Quem o diz é o Senhor, que tanto te ama.
11. Infeliz Jerusalém, sacudida pela tempestade, cidade desconsolada! Eu mesmo te vou reconstruir com pedras assentes em jaspe, com alicerces assentes em safira.
12. Farei as tuas ameias de rubis e as tuas portas de esmeraldas. As tuas muralhas serão de pedras preciosas.
13. Todos os teus habitantes serão discípulos do Senhor e gozarão de uma grande paz os teus filhos.
14. Serás fundada sobre a justiça. Viverás longe de qualquer opressão, sem temer nenhum mal; livre de qualquer terror, pois nada te poderá atingir.
15. Se te atacarem, não será da minha parte; mas quem te atacar cairá diante de ti.
16. Sou Eu quem cria o ferreiro que sopra nas brasas de fogo e que produz os instrumentos adequados. Mas também criei quem os há-de destruir.
17. Nenhuma arma fabricada contra ti terá sucesso, nenhuma língua que te acusar em tribunal poderá condenar-te. Esta é a herança dos servos do Senhor, esta é a vitória que Eu lhes garanto. – Oráculo do Senhor.

Salmos 113:1-4
1. Aleluia!* Louvai, servos do Senhor, louvai o nome do Senhor.
2. Bendito seja o nome do Senhor, agora e para sempre.
3. Desde o nascer ao pôr-do-sol, seja louvado o nome do Senhor.
4. O Senhor reina sobre todas as nações, a sua majestade está acima dos céus.

Provérbios 26:17-19
17. É apanhar um cão pelas orelhas o intrometer-se em questões alheias.
18. Como um louco furioso que lança setas e dardos mortíferos,
19. assim é o homem que engana o seu próximo e, depois, diz: «Eu fazia isto por brincadeira.»

Efésios 3:1-21
1. É graças a isso, que eu, Paulo, prisioneiro de Cristo por vós, os gentios...
2. Com certeza, ouvistes falar da graça de Deus que me foi dada para vosso benefício, a fim de realizar o seu plano:
3. que, por revelação, me foi dado conhecer o mistério, tal como antes o descrevi resumidamente.
4. Lendo-o, podeis fazer uma ideia da compreensão que tenho do mistério de Cristo,
5. que, não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, em gerações passadas, como agora foi revelado aos seus santos Apóstolos e Profetas, no Espírito:
6. os gentios são admitidos à mesma herança, membros do mesmo Corpo e participantes da mesma promessa, em Cristo Jesus, por meio do Evangelho.
7. Dele me tornei servidor, pelo dom da graça de Deus que me foi dada, pela eficácia do seu poder.
8. A mim, o menor de todos os santos, foi dada a graça de anunciar aos gentios a insondável riqueza de Cristo
9. e a todos iluminar sobre a realização do mistério escondido desde séculos em Deus, o criador de todas as coisas
10. para que agora, por meio da Igreja, seja dada a conhecer, aos Principados e às Autoridades no alto do Céu, a multiforme sabedoria de Deus,
11. de acordo com o desígnio eterno que Ele realizou em Cristo Jesus Senhor nosso.
12. Em Cristo, mediante a fé nele, temos a liberdade e a coragem de nos aproximarmos de Deus com confiança.
13. Por isso, peço-vos que não desanimeis com as tribulações que sofro por vós; elas são a vossa glória.
14. É por isso que eu dobro os joelhos diante do Pai,
15. do qual recebe o nome toda a família, nos céus e na terra:
16. que Ele vos conceda, de acordo com a riqueza da sua glória, que sejais cheios de força, pelo seu Espírito, para que se robusteça em vós o homem interior;
17. que Cristo, pela fé, habite nos vossos corações; que estejais enraizados e alicerçados no amor,
18. para terdes a capacidade de apreender, com todos os santos, qual a largura, o comprimento, a altura e a profundidade...
19. a capacidade de conhecer o amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento, para que sejais repletos, até receberdes toda a plenitude de Deus.
20. Àquele que pode fazer imensamente mais do que pedimos ou imaginamos, de acordo com o poder que eficazmente exerce em nós,
21. a Ele a glória, na Igreja e em Cristo Jesus, em todas as gerações, pelos séculos dos séculos! Ámen.